Copyright © 2017 João Lourenço
 Eduardo Sérgio Pessoa de Magalhães Figueiredo 2ª Barão da Costeira. Nasceu a 11 de Abril de 1937 e é professor universitário aposentado, escultor, músico e art performer. Representado, como músico, em www.myspace.com/rubbattomobileensemble
Fernando Morais Gomes Advogado. Jurista da C.M.Sintra desde 1989. Presidente da Alagamares-Associação Cultural. Fundador da PAACS-Plataforma das Associações e Agentes Culturais de Sintra. Presidente da Assembleia Geral do Núcleo de Sintra do Sporting Clube de Portugal e da do Conservatório de Música Sons e Compassos. Vice Presidente do Grupo Desportivo e Cultural de Galamares. Autor dos livros "A Freguesia de S. Martinho"(2013) e "Histórias com Sintra Dentro"(2015). Antigo dirigente do Sport União Sintrense. Autor dos blogues Sintralidades-O Reino de Klingsor e Biografia de Uma Caneta Azul, e administrador do blogue colectivo Sintra Deambulada.
Miguel Real É o pseudónimo literário de Luís Martins (1953 -) Escritor, ensaísta e professor de filosofia. Recebeu o Prémio Revelação de Ficção da APE/IPLB, em 1979, com O Outro e o Mesmo. Em 2006, conquistou o Prémio Literário Fernando Namora com o romance A Voz da Terra. Licenciado em Filosofia pela Universidade de Lisboa e Mestre em Estudos Portugueses pela Universidade Aberta, com uma tese sobre Eduardo Lourenço. É, actualmente, colaborador do JL, Jornal de Letras, Artes e Ideias onde faz crítica literária. Colaborou no programa de rádio Um Certo Olhar, da Antena 2, apresentado por Luís Caetano, com nomes como Maria João Seixas, Luísa Schmidt e Carla Hilário Quevedo.
Filomena Marona Beja Profissional da área da documentação técnico-científica , Filomena Marona Beja estreou-se no romance com As Cidadãs (1998), livro que transporta o/a leitor/a para a Lisboa do início do século XX e cuja reedição, em 2009, coincidiu com as comemorações do centenário da implantação da República. A autora publicou também Betânia (2000), A Sopa (2004) — com o qual ganhou o Grande Prémio de Literatura DST em 2006—, A Duração dos Crepúsculos (2006), A Cova do Lagarto (2007) — galardoado com o Grande Prémio de Romance e Novela APL — e Bute Daí Zé (2010). Em 2011, Filomena Marona Beja editou o seu primeiro livro de contos, Histórias Vindas a Conto e este ano O Eléctrico 16.
Galopim de Carvaho Nasceu em Évora, em 1931. É professor catedrático jubilado pela Universidade de Lisboa, tendo assinado no Departamento de Geologia da Faculdade de Ciências desde 1961. É autor de 21 livros, entre científicos, pedagógicos, de divulgação científica e de ficção e memórias. Assinou mais de 200 trabalhos em revistas científicas. Como cidadão interventor, em defesa da Geologia e do património geológico, publicou mais de 150 artigos de opinião. Foi diretor do Museu Nacional de História Natural, entre 1993 e 2003, tempo em que pôs de pé várias exposições e interveio em mais de 200 palestras, pelo país e no estrangeiro.
 Gonçalo Moleiro Arquitecto e oriundo de Sintra.A paixão pelo desenho justificou a sua primeira exposição de nome “Lugares de Sintra” que decorreu em Novembro de 2011 no café “Cantinho da Várzea". Em Setembro de 2012 foi premiado no Internacional Watercolor Contest da Sennelier e, em Outubro de 2012, participou numa exposição colectiva na Adega Viúva Gomes, em Almoçageme. Em Novembro de 2012 publica o seu trabalho no Facebook, onde se podem encontrar aguarelas, esquissos e algumas experiências gráficas.Gonçalo Moleiro convida-nos ao seu quotidiano através da sua página com os registos no seu diário gráfico, as suas fantasias gráficas, excertos de banda desenhada, e não só, há também acesso aos locais onde costuma desenhar sob suporte fotográfico. Gonçalo não é só um aguarelista, explora igualmente outras técnicas, conforme o trabalho que tenta criar e a situação com que se depara. “Dar a cada emoção uma personalidade, a cada estado de alma uma alma.” de Fernando Pessoa em “O Livro do Desassossego”, foi a frase que escolheu para justificação da sua página (http://www.facebook.com/GoncaloMoleiroDesenhoEPintura).
João Lourenço Técnico Multimédia Web Designer Colaboração com Fotos
João Rodil Escritor e historiador, autor entre outros de "Serra, luas e Literatura" e "Sintra na obra de Eça de Queirós", antigo director do Jornal de Sintra, vice presidente da Alagamares, e fundador da Liga dos Amigos dos Capuchos, entre outras actividades na área cívica e cultural
Lilith Silva Nasceu em 1988, Lisboa, mas cresceu e vive em Sintra. Licenciada em Fotografia e Cultura Visual e Pós-Graduada em Design e Cultura Visual, opção Estudos de Cultura Visual pelo IADE. É uma Fotografa/Artista/Ilustradora. As suas fotografias são inspiradas por temas da imaginação que flui no momento. E por interessantes pormenores ao seu redor. Tem trabalhado como fotografa freelancer captando mais os temas da família, retratos, entre outros.
Luís Freitas Nascido em Pangim, Goa, filho de militar estudou germânicas e cedo percebeu que tinha apetência para…as vendas. Vendas de mobiliário de escritório e equipamentos hospitalares… Acabou nas redações dos jornais a partir de 1985, tendo pincelado prosas nos matutinos A Capital, Jornal de Notícias e Correio da Manhã, percorrendo, depois as páginas de magazines desportivas como a Gazeta dos Desportos, O Jogo ou o O Golo. Depois foi editor da revista Fitness e magazine desportivo DOZE. A partir de 1991 centra a sua vida nos meandros da televisão, dirigindo revistas: TV 2 e TV TOP, e colaborando em produções da RTP, SIC e mais tarde da TVI. De entre os programas de TV destaco: (RTP) Agora Nós, Verão Total); (SIC) Globos de Ouro, Fátima, Contacto, Pensão Estrela, Malucos do Riso, Chuva de Estrelas, Noite de Sonho, Camilo na Prisão, Rodas dos Milhões, (Na TVI ),Somos Portugal e Jogo do Ganso. Na rádio deu voz aos microfones da TSF/Rádio Jornal, Rádio Comercial, Rádio Cidade, Rádio Voz de Almada e Rádio Tropical. Outra das áreas a que está ligado é a dos documentários, onde produziu alguns: "ALBA, UMA MARCA DE REFERENCIA", “BARROS QUEIROZ, UMA FIGURA MORAL DA REPÚBLICA". Integra actualmente a equipa de produção da Emotions Tales, produtora de série documental para a RTP2. É membro da Arquiconfraria de Santiago de Compustela.
Paulo Faustino Técnico Multimédia Colaboração com Fotos
Pedro Viçoso Artista Plástico
Raquel Ochoa Nasceu em Lisboa em 1980, filha de mãe educadora de infância e pai advogado, com três irmãos.[2] Licenciou-se em Direito. Cronista de viagens, publica impressões sobre os vários cantos do mundo no seu blog www.omundoleseaviajar.blogspot.com, além de colaborar com diversos jornais e revistas. Em 2008 publicou duas obras, “O Vento dos Outros” – uma crónica de viagens à América do Sul e “Bana – Uma vida a cantar Cabo Verde” , a biografia do cantor. Em 2011 lançou a sua quarta obra, “A Infanta Rebelde”, a biografia da Infanta D. Maria Adelaide de Bragança, condecorada pelo Presidente da República com a Ordem de Mérito Civil. O seu segundo romance, "Sem Fim à Vista - a viagem" chegou a público em Setembro de 2012. Relata a aventura de um personagem com graves problemas cardíacos em viagem por Singapura, Malásia, Indonésia, Austrália, Nova Zelândia, Hong Kong, Macau, Sri Lanka. Em Maio de 2014 publica "Mar Humano", um romance histórico que reflecte sobre o jornalismo que se praticou e pratica em Portugal, ao mesmo tempo que junta temas tão díspares como a longevidade da vida humana e o impacto da ciência na evolução da consciência. Em Julho de 2015 publica "As Noivas do Sultão", um romance histórico cuja narrativa se baseia em factos verídicos ocorridos em 1793 quando, arrastados por uma tempestade, chegaram a Lisboa embarcações com a família e o harém do sultão de Marrocos Mohamed III.
Teresa Vieira de Andrade Colaboração com fotos
Copyright © 2017 João Lourenço
 Eduardo Sérgio Pessoa de Magalhães Figueiredo 2ª Barão da Costeira. Nasceu a 11 de Abril de 1937 e é professor universitário aposentado, escultor, músico e art performer. Representado, como músico, em www.myspace.com/rubbattomobileensemble
Fernando Morais Gomes Advogado. Jurista da C.M.Sintra desde 1989. Presidente da Alagamares-Associação Cultural. Fundador da PAACS-Plataforma das Associações e Agentes Culturais de Sintra. Presidente da Assembleia Geral do Núcleo de Sintra do Sporting Clube de Portugal e da do Conservatório de Música Sons e Compassos. Vice Presidente do Grupo Desportivo e Cultural de Galamares. Autor dos livros "A Freguesia de S. Martinho"(2013) e "Histórias com Sintra Dentro"(2015). Antigo dirigente do Sport União Sintrense. Autor dos blogues Sintralidades-O Reino de Klingsor e Biografia de Uma Caneta Azul, e administrador do blogue colectivo Sintra Deambulada.
Miguel Real É o pseudónimo literário de Luís Martins (1953 -) Escritor, ensaísta e professor de filosofia. Recebeu o Prémio Revelação de Ficção da APE/IPLB, em 1979, com O Outro e o Mesmo. Em 2006, conquistou o Prémio Literário Fernando Namora com o romance A Voz da Terra. Licenciado em Filosofia pela Universidade de Lisboa e Mestre em Estudos Portugueses pela Universidade Aberta, com uma tese sobre Eduardo Lourenço. É, actualmente, colaborador do JL, Jornal de Letras, Artes e Ideias onde faz crítica literária. Colaborou no programa de rádio Um Certo Olhar, da Antena 2, apresentado por Luís Caetano, com nomes como Maria João Seixas, Luísa Schmidt e Carla Hilário Quevedo.
Filomena Marona Beja Profissional da área da documentação técnico-científica , Filomena Marona Beja estreou-se no romance com As Cidadãs (1998), livro que transporta o/a leitor/a para a Lisboa do início do século XX e cuja reedição, em 2009, coincidiu com as comemorações do centenário da implantação da República. A autora publicou também Betânia (2000), A Sopa (2004) — com o qual ganhou o Grande Prémio de Literatura DST em 2006—, A Duração dos Crepúsculos (2006), A Cova do Lagarto (2007) — galardoado com o Grande Prémio de Romance e Novela APL — e Bute Daí Zé (2010). Em 2011, Filomena Marona Beja editou o seu primeiro livro de contos, Histórias Vindas a Conto e este ano O Eléctrico 16.
Galopim de Carvaho Nasceu em Évora, em 1931. É professor catedrático jubilado pela Universidade de Lisboa, tendo assinado no Departamento de Geologia da Faculdade de Ciências desde 1961. É autor de 21 livros, entre científicos, pedagógicos, de divulgação científica e de ficção e memórias. Assinou mais de 200 trabalhos em revistas científicas. Como cidadão interventor, em defesa da Geologia e do património geológico, publicou mais de 150 artigos de opinião. Foi diretor do Museu Nacional de História Natural, entre 1993 e 2003, tempo em que pôs de pé várias exposições e interveio em mais de 200 palestras, pelo país e no estrangeiro.
 Gonçalo Moleiro Arquitecto e oriundo de Sintra.A paixão pelo desenho justificou a sua primeira exposição de nome “Lugares de Sintra” que decorreu em Novembro de 2011 no café “Cantinho da Várzea". Em Setembro de 2012 foi premiado no Internacional Watercolor Contest da Sennelier e, em Outubro de 2012, participou numa exposição colectiva na Adega Viúva Gomes, em Almoçageme. Em Novembro de 2012 publica o seu trabalho no Facebook, onde se podem encontrar aguarelas, esquissos e algumas experiências gráficas.Gonçalo Moleiro convida-nos ao seu quotidiano através da sua página com os registos no seu diário gráfico, as suas fantasias gráficas, excertos de banda desenhada, e não só, há também acesso aos locais onde costuma desenhar sob suporte fotográfico. Gonçalo não é só um aguarelista, explora igualmente outras técnicas, conforme o trabalho que tenta criar e a situação com que se depara. “Dar a cada emoção uma personalidade, a cada estado de alma uma alma.” de Fernando Pessoa em “O Livro do Desassossego”, foi a frase que escolheu para justificação da sua página (http://www.facebook.com/GoncaloMoleiroDesenhoEPintura).
João Lourenço Técnico Multimédia Web Designer Colaboração com Fotos
João Rodil Escritor e historiador, autor entre outros de "Serra, luas e Literatura" e "Sintra na obra de Eça de Queirós", antigo director do Jornal de Sintra, vice presidente da Alagamares, e fundador da Liga dos Amigos dos Capuchos, entre outras actividades na área cívica e cultural
Lilith Silva Nasceu em 1988, Lisboa, mas cresceu e vive em Sintra. Licenciada em Fotografia e Cultura Visual e Pós-Graduada em Design e Cultura Visual, opção Estudos de Cultura Visual pelo IADE. É uma Fotografa/Artista/Ilustradora. As suas fotografias são inspiradas por temas da imaginação que flui no momento. E por interessantes pormenores ao seu redor. Tem trabalhado como fotografa freelancer captando mais os temas da família, retratos, entre outros.
Luís Freitas Nascido em Pangim, Goa, filho de militar estudou germânicas e cedo percebeu que tinha apetência para…as vendas. Vendas de mobiliário de escritório e equipamentos hospitalares… Acabou nas redações dos jornais a partir de 1985, tendo pincelado prosas nos matutinos A Capital, Jornal de Notícias e Correio da Manhã, percorrendo, depois as páginas de magazines desportivas como a Gazeta dos Desportos, O Jogo ou o O Golo. Depois foi editor da revista Fitness e magazine desportivo DOZE. A partir de 1991 centra a sua vida nos meandros da televisão, dirigindo revistas: TV 2 e TV TOP, e colaborando em produções da RTP, SIC e mais tarde da TVI. De entre os programas de TV destaco: (RTP) Agora Nós, Verão Total); (SIC) Globos de Ouro, Fátima, Contacto, Pensão Estrela, Malucos do Riso, Chuva de Estrelas, Noite de Sonho, Camilo na Prisão, Rodas dos Milhões, (Na TVI ),Somos Portugal e Jogo do Ganso. Na rádio deu voz aos microfones da TSF/Rádio Jornal, Rádio Comercial, Rádio Cidade, Rádio Voz de Almada e Rádio Tropical. Outra das áreas a que está ligado é a dos documentários, onde produziu alguns: "ALBA, UMA MARCA DE REFERENCIA", “BARROS QUEIROZ, UMA FIGURA MORAL DA REPÚBLICA". Integra actualmente a equipa de produção da Emotions Tales, produtora de série documental para a RTP2. É membro da Arquiconfraria de Santiago de Compustela.
Paulo Faustino Técnico Multimédia Colaboração com Fotos
Pedro Viçoso Artista Plástico
Raquel Ochoa Nasceu em Lisboa em 1980, filha de mãe educadora de infância e pai advogado, com três irmãos.[2] Licenciou-se em Direito. Cronista de viagens, publica impressões sobre os vários cantos do mundo no seu blog www.omundoleseaviajar.blogspot.com, além de colaborar com diversos jornais e revistas. Em 2008 publicou duas obras, “O Vento dos Outros” – uma crónica de viagens à América do Sul e “Bana – Uma vida a cantar Cabo Verde” , a biografia do cantor. Em 2011 lançou a sua quarta obra, “A Infanta Rebelde”, a biografia da Infanta D. Maria Adelaide de Bragança, condecorada pelo Presidente da República com a Ordem de Mérito Civil. O seu segundo romance, "Sem Fim à Vista - a viagem" chegou a público em Setembro de 2012. Relata a aventura de um personagem com graves problemas cardíacos em viagem por Singapura, Malásia, Indonésia, Austrália, Nova Zelândia, Hong Kong, Macau, Sri Lanka. Em Maio de 2014 publica "Mar Humano", um romance histórico que reflecte sobre o jornalismo que se praticou e pratica em Portugal, ao mesmo tempo que junta temas tão díspares como a longevidade da vida humana e o impacto da ciência na evolução da consciência. Em Julho de 2015 publica "As Noivas do Sultão", um romance histórico cuja narrativa se baseia em factos verídicos ocorridos em 1793 quando, arrastados por uma tempestade, chegaram a Lisboa embarcações com a família e o harém do sultão de Marrocos Mohamed III.
Teresa Vieira de Andrade Colaboração com fotos
Copyright © 2017 João Lourenço
 Eduardo Sérgio Pessoa de Magalhães Figueiredo 2ª Barão da Costeira. Nasceu a 11 de Abril de 1937 e é professor universitário aposentado, escultor, músico e art performer. Representado, como músico, em www.myspace.com/rubbattomobileensemble
Fernando Morais Gomes Advogado. Jurista da C.M.Sintra desde 1989. Presidente da Alagamares-Associação Cultural. Fundador da PAACS-Plataforma das Associações e Agentes Culturais de Sintra. Presidente da Assembleia Geral do Núcleo de Sintra do Sporting Clube de Portugal e da do Conservatório de Música Sons e Compassos. Vice Presidente do Grupo Desportivo e Cultural de Galamares. Autor dos livros "A Freguesia de S. Martinho"(2013) e "Histórias com Sintra Dentro"(2015). Antigo dirigente do Sport União Sintrense. Autor dos blogues Sintralidades-O Reino de Klingsor e Biografia de Uma Caneta Azul, e administrador do blogue colectivo Sintra Deambulada. Filomena Marona Beja Profissional da área da documentação técnico-científica , Filomena Marona Beja estreou-se no romance com As Cidadãs (1998), livro que transporta o/a leitor/a para a Lisboa do início do século XX e cuja reedição, em 2009, coincidiu com as comemorações do centenário da implantação da República. A autora publicou também Betânia (2000), A Sopa (2004) — com o qual ganhou o Grande Prémio de Literatura DST em 2006—, A Duração dos Crepúsculos (2006), A Cova do Lagarto (2007) — galardoado com o Grande Prémio de Romance e Novela APL — e Bute Daí Zé (2010). Em 2011, Filomena Marona Beja editou o seu primeiro livro de contos, Histórias Vindas a Conto e este ano O Eléctrico 16. Miguel Real É o pseudónimo literário de Luís Martins (1953 -) Escritor, ensaísta e professor de filosofia. Recebeu o Prémio Revelação de Ficção da APE/IPLB, em 1979, com O Outro e o Mesmo. Em 2006, conquistou o Prémio Literário Fernando Namora com o romance A Voz da Terra. Licenciado em Filosofia pela Universidade de Lisboa e Mestre em Estudos Portugueses pela Universidade Aberta, com uma tese sobre Eduardo Lourenço. É, actualmente, colaborador do JL, Jornal de Letras, Artes e Ideias onde faz crítica literária. Colaborou no programa de rádio Um Certo Olhar, da Antena 2, apresentado por Luís Caetano, com nomes como Maria João Seixas, Luísa Schmidt e Carla Hilário Quevedo.
Galopim de Carvaho Nasceu em Évora, em 1931. É professor catedrático jubilado pela Universidade de Lisboa, tendo assinado no Departamento de Geologia da Faculdade de Ciências desde 1961. É autor de 21 livros, entre científicos, pedagógicos, de divulgação científica e de ficção e memórias. Assinou mais de 200 trabalhos em revistas científicas. Como cidadão interventor, em defesa da Geologia e do património geológico, publicou mais de 150 artigos de opinião. Foi diretor do Museu Nacional de História Natural, entre 1993 e 2003, tempo em que pôs de pé várias exposições e interveio em mais de 200 palestras, pelo país e no estrangeiro.
 Gonçalo Moleiro Arquitecto e oriundo de Sintra.A paixão pelo desenho justificou a sua primeira exposição de nome “Lugares de Sintra” que decorreu em Novembro de 2011 no café “Cantinho da Várzea". Em Setembro de 2012 foi premiado no Internacional Watercolor Contest da Sennelier e, em Outubro de 2012, participou numa exposição colectiva na Adega Viúva Gomes, em Almoçageme. Em Novembro de 2012 publica o seu trabalho no Facebook, onde se podem encontrar aguarelas, esquissos e algumas experiências gráficas.Gonçalo Moleiro convida-nos ao seu quotidiano através da sua página com os registos no seu diário gráfico, as suas fantasias gráficas, excertos de banda desenhada, e não só, há também acesso aos locais onde costuma desenhar sob suporte fotográfico. Gonçalo não é só um aguarelista, explora igualmente outras técnicas, conforme o trabalho que tenta criar e a situação com que se depara. “Dar a cada emoção uma personalidade, a cada estado de alma uma alma.” de Fernando Pessoa em “O Livro do Desassossego”, foi a frase que escolheu para justificação da sua página (http://www.facebook.com/GoncaloMoleiroDesenhoEPintura).
João Lourenço Técnico Multimédia Web Designer Colaboração com Fotos
João Rodil Escritor e historiador, autor entre outros de "Serra, luas e Literatura" e "Sintra na obra de Eça de Queirós", antigo director do Jornal de Sintra, vice presidente da Alagamares, e fundador da Liga dos Amigos dos Capuchos, entre outras actividades na área cívica e cultural
Lilith Silva Nasceu em 1988, Lisboa, mas cresceu e vive em Sintra. Licenciada em Fotografia e Cultura Visual e Pós-Graduada em Design e Cultura Visual, opção Estudos de Cultura Visual pelo IADE. É uma Fotografa/Artista/Ilustradora. As suas fotografias são inspiradas por temas da imaginação que flui no momento. E por interessantes pormenores ao seu redor. Tem trabalhado como fotografa freelancer captando mais os temas da família, retratos, entre outros.
Luís Freitas Nascido em Pangim, Goa, filho de militar estudou germânicas e cedo percebeu que tinha apetência para…as vendas. Vendas de mobiliário de escritório e equipamentos hospitalares… Acabou nas redações dos jornais a partir de 1985, tendo pincelado prosas nos matutinos A Capital, Jornal de Notícias e Correio da Manhã, percorrendo, depois as páginas de magazines desportivas como a Gazeta dos Desportos, O Jogo ou o O Golo. Depois foi editor da revista Fitness e magazine desportivo DOZE. A partir de 1991 centra a sua vida nos meandros da televisão, dirigindo revistas: TV 2 e TV TOP, e colaborando em produções da RTP, SIC e mais tarde da TVI. De entre os programas de TV destaco: (RTP) Agora Nós, Verão Total); (SIC) Globos de Ouro, Fátima, Contacto, Pensão Estrela, Malucos do Riso, Chuva de Estrelas, Noite de Sonho, Camilo na Prisão, Rodas dos Milhões, (Na TVI ),Somos Portugal e Jogo do Ganso. Na rádio deu voz aos microfones da TSF/Rádio Jornal, Rádio Comercial, Rádio Cidade, Rádio Voz de Almada e Rádio Tropical. Outra das áreas a que está ligado é a dos documentários, onde produziu alguns: "ALBA, UMA MARCA DE REFERENCIA", “BARROS QUEIROZ, UMA FIGURA MORAL DA REPÚBLICA". Integra actualmente a equipa de produção da Emotions Tales, produtora de série documental para a RTP2. É membro da Arquiconfraria de Santiago de Compustela.
Paulo Faustino Técnico Multimédia Colaboração com Fotos
Pedro Viçoso Artista Plástico
Raquel Ochoa Nasceu em Lisboa em 1980, filha de mãe educadora de infância e pai advogado, com três irmãos.[2] Licenciou-se em Direito. Cronista de viagens, publica impressões sobre os vários cantos do mundo no seu blog www.omundoleseaviajar.blogspot.com, além de colaborar com diversos jornais e revistas. Em 2008 publicou duas obras, “O Vento dos Outros” – uma crónica de viagens à América do Sul e “Bana – Uma vida a cantar Cabo Verde” , a biografia do cantor. Em 2011 lançou a sua quarta obra, “A Infanta Rebelde”, a biografia da Infanta D. Maria Adelaide de Bragança, condecorada pelo Presidente da República com a Ordem de Mérito Civil. O seu segundo romance, "Sem Fim à Vista - a viagem" chegou a público em Setembro de 2012. Relata a aventura de um personagem com graves problemas cardíacos em viagem por Singapura, Malásia, Indonésia, Austrália, Nova Zelândia, Hong Kong, Macau, Sri Lanka. Em Maio de 2014 publica "Mar Humano", um romance histórico que reflecte sobre o jornalismo que se praticou e pratica em Portugal, ao mesmo tempo que junta temas tão díspares como a longevidade da vida humana e o impacto da ciência na evolução da consciência. Em Julho de 2015 publica "As Noivas do Sultão", um romance histórico cuja narrativa se baseia em factos verídicos ocorridos em 1793 quando, arrastados por uma tempestade, chegaram a Lisboa embarcações com a família e o harém do sultão de Marrocos Mohamed III.
Teresa Vieira de Andrade Colaboração com fotos
Copyright © 2017 João Lourenço
 Eduardo Sérgio Pessoa de Magalhães Figueiredo 2ª Barão da Costeira. Nasceu a 11 de Abril de 1937 e é professor universitário aposentado, escultor, músico e art performer. Representado, como músico, em www.myspace.com/rubbattomobileensemble
Fernando Morais Gomes Advogado. Jurista da C.M.Sintra desde 1989. Presidente da Alagamares-Associação Cultural. Fundador da PAACS-Plataforma das Associações e Agentes Culturais de Sintra. Presidente da Assembleia Geral do Núcleo de Sintra do Sporting Clube de Portugal e da do Conservatório de Música Sons e Compassos. Vice Presidente do Grupo Desportivo e Cultural de Galamares. Autor dos livros "A Freguesia de S. Martinho"(2013) e "Histórias com Sintra Dentro"(2015). Antigo dirigente do Sport União Sintrense. Autor dos blogues Sintralidades-O Reino de Klingsor e Biografia de Uma Caneta Azul, e administrador do blogue colectivo Sintra Deambulada. Filomena Marona Beja Profissional da área da documentação técnico-científica , Filomena Marona Beja estreou-se no romance com As Cidadãs (1998), livro que transporta o/a leitor/a para a Lisboa do início do século XX e cuja reedição, em 2009, coincidiu com as comemorações do centenário da implantação da República. A autora publicou também Betânia (2000), A Sopa (2004) — com o qual ganhou o Grande Prémio de Literatura DST em 2006—, A Duração dos Crepúsculos (2006), A Cova do Lagarto (2007) — galardoado com o Grande Prémio de Romance e Novela APL — e Bute Daí Zé (2010). Em 2011, Filomena Marona Beja editou o seu primeiro livro de contos, Histórias Vindas a Conto e este ano O Eléctrico 16. Miguel Real É o pseudónimo literário de Luís Martins (1953 -) Escritor, ensaísta e professor de filosofia. Recebeu o Prémio Revelação de Ficção da APE/IPLB, em 1979, com O Outro e o Mesmo. Em 2006, conquistou o Prémio Literário Fernando Namora com o romance A Voz da Terra. Licenciado em Filosofia pela Universidade de Lisboa e Mestre em Estudos Portugueses pela Universidade Aberta, com uma tese sobre Eduardo Lourenço. É, actualmente, colaborador do JL, Jornal de Letras, Artes e Ideias onde faz crítica literária. Colaborou no programa de rádio Um Certo Olhar, da Antena 2, apresentado por Luís Caetano, com nomes como Maria João Seixas, Luísa Schmidt e Carla Hilário Quevedo.
Galopim de Carvaho Nasceu em Évora, em 1931. É professor catedrático jubilado pela Universidade de Lisboa, tendo assinado no Departamento de Geologia da Faculdade de Ciências desde 1961. É autor de 21 livros, entre científicos, pedagógicos, de divulgação científica e de ficção e memórias. Assinou mais de 200 trabalhos em revistas científicas. Como cidadão interventor, em defesa da Geologia e do património geológico, publicou mais de 150 artigos de opinião. Foi diretor do Museu Nacional de História Natural, entre 1993 e 2003, tempo em que pôs de pé várias exposições e interveio em mais de 200 palestras, pelo país e no estrangeiro.
 Gonçalo Moleiro Arquitecto e oriundo de Sintra.A paixão pelo desenho justificou a sua primeira exposição de nome “Lugares de Sintra” que decorreu em Novembro de 2011 no café “Cantinho da Várzea". Em Setembro de 2012 foi premiado no Internacional Watercolor Contest da Sennelier e, em Outubro de 2012, participou numa exposição colectiva na Adega Viúva Gomes, em Almoçageme. Em Novembro de 2012 publica o seu trabalho no Facebook, onde se podem encontrar aguarelas, esquissos e algumas experiências gráficas.Gonçalo Moleiro convida-nos ao seu quotidiano através da sua página com os registos no seu diário gráfico, as suas fantasias gráficas, excertos de banda desenhada, e não só, há também acesso aos locais onde costuma desenhar sob suporte fotográfico. Gonçalo não é só um aguarelista, explora igualmente outras técnicas, conforme o trabalho que tenta criar e a situação com que se depara. “Dar a cada emoção uma personalidade, a cada estado de alma uma alma.” de Fernando Pessoa em “O Livro do Desassossego”, foi a frase que escolheu para justificação da sua página (http://www.facebook.com/GoncaloMoleiroDesenhoEPintura).
João Lourenço Técnico Multimédia Web Designer Colaboração com Fotos
João Rodil Escritor e historiador, autor entre outros de "Serra, luas e Literatura" e "Sintra na obra de Eça de Queirós", antigo director do Jornal de Sintra, vice presidente da Alagamares, e fundador da Liga dos Amigos dos Capuchos, entre outras actividades na área cívica e cultural
Lilith Silva Nasceu em 1988, Lisboa, mas cresceu e vive em Sintra. Licenciada em Fotografia e Cultura Visual e Pós-Graduada em Design e Cultura Visual, opção Estudos de Cultura Visual pelo IADE. É uma Fotografa/Artista/Ilustradora. As suas fotografias são inspiradas por temas da imaginação que flui no momento. E por interessantes pormenores ao seu redor. Tem trabalhado como fotografa freelancer captando mais os temas da família, retratos, entre outros.
Luís Freitas Nascido em Pangim, Goa, filho de militar estudou germânicas e cedo percebeu que tinha apetência para…as vendas. Vendas de mobiliário de escritório e equipamentos hospitalares… Acabou nas redações dos jornais a partir de 1985, tendo pincelado prosas nos matutinos A Capital, Jornal de Notícias e Correio da Manhã, percorrendo, depois as páginas de magazines desportivas como a Gazeta dos Desportos, O Jogo ou o O Golo. Depois foi editor da revista Fitness e magazine desportivo DOZE. A partir de 1991 centra a sua vida nos meandros da televisão, dirigindo revistas: TV 2 e TV TOP, e colaborando em produções da RTP, SIC e mais tarde da TVI. De entre os programas de TV destaco: (RTP) Agora Nós, Verão Total); (SIC) Globos de Ouro, Fátima, Contacto, Pensão Estrela, Malucos do Riso, Chuva de Estrelas, Noite de Sonho, Camilo na Prisão, Rodas dos Milhões, (Na TVI ),Somos Portugal e Jogo do Ganso. Na rádio deu voz aos microfones da TSF/Rádio Jornal, Rádio Comercial, Rádio Cidade, Rádio Voz de Almada e Rádio Tropical. Outra das áreas a que está ligado é a dos documentários, onde produziu alguns: "ALBA, UMA MARCA DE REFERENCIA", “BARROS QUEIROZ, UMA FIGURA MORAL DA REPÚBLICA". Integra actualmente a equipa de produção da Emotions Tales, produtora de série documental para a RTP2. É membro da Arquiconfraria de Santiago de Compustela.
Paulo Faustino Técnico Multimédia Colaboração com Fotos
Pedro Viçoso Artista Plástico
Raquel Ochoa Nasceu em Lisboa em 1980, filha de mãe educadora de infância e pai advogado, com três irmãos.[2] Licenciou-se em Direito. Cronista de viagens, publica impressões sobre os vários cantos do mundo no seu blog www.omundoleseaviajar.blogspot.com, além de colaborar com diversos jornais e revistas. Em 2008 publicou duas obras, “O Vento dos Outros” – uma crónica de viagens à América do Sul e “Bana – Uma vida a cantar Cabo Verde” , a biografia do cantor. Em 2011 lançou a sua quarta obra, “A Infanta Rebelde”, a biografia da Infanta D. Maria Adelaide de Bragança, condecorada pelo Presidente da República com a Ordem de Mérito Civil. O seu segundo romance, "Sem Fim à Vista - a viagem" chegou a público em Setembro de 2012. Relata a aventura de um personagem com graves problemas cardíacos em viagem por Singapura, Malásia, Indonésia, Austrália, Nova Zelândia, Hong Kong, Macau, Sri Lanka. Em Maio de 2014 publica "Mar Humano", um romance histórico que reflecte sobre o jornalismo que se praticou e pratica em Portugal, ao mesmo tempo que junta temas tão díspares como a longevidade da vida humana e o impacto da ciência na evolução da consciência. Em Julho de 2015 publica "As Noivas do Sultão", um romance histórico cuja narrativa se baseia em factos verídicos ocorridos em 1793 quando, arrastados por uma tempestade, chegaram a Lisboa embarcações com a família e o harém do sultão de Marrocos Mohamed III.
Teresa Vieira de Andrade Colaboração com fotos
Copyright © 2017 João Lourenço
 Eduardo Sérgio Pessoa de Magalhães Figueiredo 2ª Barão da Costeira. Nasceu a 11 de Abril de 1937 e é professor universitário aposentado, escultor, músico e art performer. Representado, como músico, em www.myspace.com/rubbattomobileensemble
Fernando Morais Gomes Advogado. Jurista da C.M.Sintra desde 1989. Presidente da Alagamares-Associação Cultural. Fundador da PAACS-Plataforma das Associações e Agentes Culturais de Sintra. Presidente da Assembleia Geral do Núcleo de Sintra do Sporting Clube de Portugal e da do Conservatório de Música Sons e Compassos. Vice Presidente do Grupo Desportivo e Cultural de Galamares. Autor dos livros "A Freguesia de S. Martinho"(2013) e "Histórias com Sintra Dentro"(2015). Antigo dirigente do Sport União Sintrense. Autor dos blogues Sintralidades-O Reino de Klingsor e Biografia de Uma Caneta Azul, e administrador do blogue colectivo Sintra Deambulada. Filomena Marona Beja Profissional da área da documentação técnico-científica , Filomena Marona Beja estreou-se no romance com As Cidadãs (1998), livro que transporta o/a leitor/a para a Lisboa do início do século XX e cuja reedição, em 2009, coincidiu com as comemorações do centenário da implantação da República. A autora publicou também Betânia (2000), A Sopa (2004) — com o qual ganhou o Grande Prémio de Literatura DST em 2006—, A Duração dos Crepúsculos (2006), A Cova do Lagarto (2007) — galardoado com o Grande Prémio de Romance e Novela APL — e Bute Daí Zé (2010). Em 2011, Filomena Marona Beja editou o seu primeiro livro de contos, Histórias Vindas a Conto e este ano O Eléctrico 16. Miguel Real É o pseudónimo literário de Luís Martins (1953 -) Escritor, ensaísta e professor de filosofia. Recebeu o Prémio Revelação de Ficção da APE/IPLB, em 1979, com O Outro e o Mesmo. Em 2006, conquistou o Prémio Literário Fernando Namora com o romance A Voz da Terra. Licenciado em Filosofia pela Universidade de Lisboa e Mestre em Estudos Portugueses pela Universidade Aberta, com uma tese sobre Eduardo Lourenço. É, actualmente, colaborador do JL, Jornal de Letras, Artes e Ideias onde faz crítica literária. Colaborou no programa de rádio Um Certo Olhar, da Antena 2, apresentado por Luís Caetano, com nomes como Maria João Seixas, Luísa Schmidt e Carla Hilário Quevedo.
Galopim de Carvaho Nasceu em Évora, em 1931. É professor catedrático jubilado pela Universidade de Lisboa, tendo assinado no Departamento de Geologia da Faculdade de Ciências desde 1961. É autor de 21 livros, entre científicos, pedagógicos, de divulgação científica e de ficção e memórias. Assinou mais de 200 trabalhos em revistas científicas. Como cidadão interventor, em defesa da Geologia e do património geológico, publicou mais de 150 artigos de opinião. Foi diretor do Museu Nacional de História Natural, entre 1993 e 2003, tempo em que pôs de pé várias exposições e interveio em mais de 200 palestras, pelo país e no estrangeiro.
 Gonçalo Moleiro Arquitecto e oriundo de Sintra.A paixão pelo desenho justificou a sua primeira exposição de nome “Lugares de Sintra” que decorreu em Novembro de 2011 no café “Cantinho da Várzea". Em Setembro de 2012 foi premiado no Internacional Watercolor Contest da Sennelier e, em Outubro de 2012, participou numa exposição colectiva na Adega Viúva Gomes, em Almoçageme. Em Novembro de 2012 publica o seu trabalho no Facebook, onde se podem encontrar aguarelas, esquissos e algumas experiências gráficas.Gonçalo Moleiro convida-nos ao seu quotidiano através da sua página com os registos no seu diário gráfico, as suas fantasias gráficas, excertos de banda desenhada, e não só, há também acesso aos locais onde costuma desenhar sob suporte fotográfico. Gonçalo não é só um aguarelista, explora igualmente outras técnicas, conforme o trabalho que tenta criar e a situação com que se depara. “Dar a cada emoção uma personalidade, a cada estado de alma uma alma.” de Fernando Pessoa em “O Livro do Desassossego”, foi a frase que escolheu para justificação da sua página (http://www.facebook.com/GoncaloMoleiroDesenhoEPintura).
João Lourenço Técnico Multimédia Web Designer Colaboração com Fotos
João Rodil Escritor e historiador, autor entre outros de "Serra, luas e Literatura" e "Sintra na obra de Eça de Queirós", antigo director do Jornal de Sintra, vice presidente da Alagamares, e fundador da Liga dos Amigos dos Capuchos, entre outras actividades na área cívica e cultural
Lilith Silva Nasceu em 1988, Lisboa, mas cresceu e vive em Sintra. Licenciada em Fotografia e Cultura Visual e Pós-Graduada em Design e Cultura Visual, opção Estudos de Cultura Visual pelo IADE. É uma Fotografa/Artista/Ilustradora. As suas fotografias são inspiradas por temas da imaginação que flui no momento. E por interessantes pormenores ao seu redor. Tem trabalhado como fotografa freelancer captando mais os temas da família, retratos, entre outros.
Luís Freitas Nascido em Pangim, Goa, filho de militar estudou germânicas e cedo percebeu que tinha apetência para…as vendas. Vendas de mobiliário de escritório e equipamentos hospitalares… Acabou nas redações dos jornais a partir de 1985, tendo pincelado prosas nos matutinos A Capital, Jornal de Notícias e Correio da Manhã, percorrendo, depois as páginas de magazines desportivas como a Gazeta dos Desportos, O Jogo ou o O Golo. Depois foi editor da revista Fitness e magazine desportivo DOZE. A partir de 1991 centra a sua vida nos meandros da televisão, dirigindo revistas: TV 2 e TV TOP, e colaborando em produções da RTP, SIC e mais tarde da TVI. De entre os programas de TV destaco: (RTP) Agora Nós, Verão Total); (SIC) Globos de Ouro, Fátima, Contacto, Pensão Estrela, Malucos do Riso, Chuva de Estrelas, Noite de Sonho, Camilo na Prisão, Rodas dos Milhões, (Na TVI ),Somos Portugal e Jogo do Ganso. Na rádio deu voz aos microfones da TSF/Rádio Jornal, Rádio Comercial, Rádio Cidade, Rádio Voz de Almada e Rádio Tropical. Outra das áreas a que está ligado é a dos documentários, onde produziu alguns: "ALBA, UMA MARCA DE REFERENCIA", “BARROS QUEIROZ, UMA FIGURA MORAL DA REPÚBLICA". Integra actualmente a equipa de produção da Emotions Tales, produtora de série documental para a RTP2. É membro da Arquiconfraria de Santiago de Compustela.
Paulo Faustino Técnico Multimédia Colaboração com Fotos
Pedro Viçoso Artista Plástico
Raquel Ochoa Nasceu em Lisboa em 1980, filha de mãe educadora de infância e pai advogado, com três irmãos.[2] Licenciou-se em Direito. Cronista de viagens, publica impressões sobre os vários cantos do mundo no seu blog www.omundoleseaviajar.blogspot.com, além de colaborar com diversos jornais e revistas. Em 2008 publicou duas obras, “O Vento dos Outros” – uma crónica de viagens à América do Sul e “Bana – Uma vida a cantar Cabo Verde” , a biografia do cantor. Em 2011 lançou a sua quarta obra, “A Infanta Rebelde”, a biografia da Infanta D. Maria Adelaide de Bragança, condecorada pelo Presidente da República com a Ordem de Mérito Civil. O seu segundo romance, "Sem Fim à Vista - a viagem" chegou a público em Setembro de 2012. Relata a aventura de um personagem com graves problemas cardíacos em viagem por Singapura, Malásia, Indonésia, Austrália, Nova Zelândia, Hong Kong, Macau, Sri Lanka. Em Maio de 2014 publica "Mar Humano", um romance histórico que reflecte sobre o jornalismo que se praticou e pratica em Portugal, ao mesmo tempo que junta temas tão díspares como a longevidade da vida humana e o impacto da ciência na evolução da consciência. Em Julho de 2015 publica "As Noivas do Sultão", um romance histórico cuja narrativa se baseia em factos verídicos ocorridos em 1793 quando, arrastados por uma tempestade, chegaram a Lisboa embarcações com a família e o harém do sultão de Marrocos Mohamed III.
Teresa Vieira de Andrade Colaboração com fotos
Copyright © 2017 João Lourenço
 Eduardo Sérgio Pessoa de Magalhães Figueiredo 2ª Barão da Costeira. Nasceu a 11 de Abril de 1937 e é professor universitário aposentado, escultor, músico e art performer. Representado, como músico, em www.myspace.com/rubbattomobileensemble
Fernando Morais Gomes Advogado. Jurista da C.M.Sintra desde 1989. Presidente da Alagamares-Associação Cultural. Fundador da PAACS-Plataforma das Associações e Agentes Culturais de Sintra. Presidente da Assembleia Geral do Núcleo de Sintra do Sporting Clube de Portugal e da do Conservatório de Música Sons e Compassos. Vice Presidente do Grupo Desportivo e Cultural de Galamares. Autor dos livros "A Freguesia de S. Martinho"(2013) e "Histórias com Sintra Dentro"(2015). Antigo dirigente do Sport União Sintrense. Autor dos blogues Sintralidades-O Reino de Klingsor e Biografia de Uma Caneta Azul, e administrador do blogue colectivo Sintra Deambulada. Filomena Marona Beja Profissional da área da documentação técnico-científica , Filomena Marona Beja estreou-se no romance com As Cidadãs (1998), livro que transporta o/a leitor/a para a Lisboa do início do século XX e cuja reedição, em 2009, coincidiu com as comemorações do centenário da implantação da República. A autora publicou também Betânia (2000), A Sopa (2004) — com o qual ganhou o Grande Prémio de Literatura DST em 2006—, A Duração dos Crepúsculos (2006), A Cova do Lagarto (2007) — galardoado com o Grande Prémio de Romance e Novela APL — e Bute Daí Zé (2010). Em 2011, Filomena Marona Beja editou o seu primeiro livro de contos, Histórias Vindas a Conto e este ano O Eléctrico 16.
Miguel Real É o pseudónimo literário de Luís Martins (1953 -) Escritor, ensaísta e professor de filosofia. Recebeu o Prémio Revelação de Ficção da APE/IPLB, em 1979, com O Outro e o Mesmo. Em 2006, conquistou o Prémio Literário Fernando Namora com o romance A Voz da Terra. Licenciado em Filosofia pela Universidade de Lisboa e Mestre em Estudos Portugueses pela Universidade Aberta, com uma tese sobre Eduardo Lourenço. É, actualmente, colaborador do JL, Jornal de Letras, Artes e Ideias onde faz crítica literária. Colaborou no programa de rádio Um Certo Olhar, da Antena 2, apresentado por Luís Caetano, com nomes como Maria João Seixas, Luísa Schmidt e Carla Hilário Quevedo.
Galopim de Carvaho Nasceu em Évora, em 1931. É professor catedrático jubilado pela Universidade de Lisboa, tendo assinado no Departamento de Geologia da Faculdade de Ciências desde 1961. É autor de 21 livros, entre científicos, pedagógicos, de divulgação científica e de ficção e memórias. Assinou mais de 200 trabalhos em revistas científicas. Como cidadão interventor, em defesa da Geologia e do património geológico, publicou mais de 150 artigos de opinião. Foi diretor do Museu Nacional de História Natural, entre 1993 e 2003, tempo em que pôs de pé várias exposições e interveio em mais de 200 palestras, pelo país e no estrangeiro.
 Gonçalo Moleiro Arquitecto e oriundo de Sintra.A paixão pelo desenho justificou a sua primeira exposição de nome “Lugares de Sintra” que decorreu em Novembro de 2011 no café “Cantinho da Várzea". Em Setembro de 2012 foi premiado no Internacional Watercolor Contest da Sennelier e, em Outubro de 2012, participou numa exposição colectiva na Adega Viúva Gomes, em Almoçageme. Em Novembro de 2012 publica o seu trabalho no Facebook, onde se podem encontrar aguarelas, esquissos e algumas experiências gráficas.Gonçalo Moleiro convida-nos ao seu quotidiano através da sua página com os registos no seu diário gráfico, as suas fantasias gráficas, excertos de banda desenhada, e não só, há também acesso aos locais onde costuma desenhar sob suporte fotográfico. Gonçalo não é só um aguarelista, explora igualmente outras técnicas, conforme o trabalho que tenta criar e a situação com que se depara. “Dar a cada emoção uma personalidade, a cada estado de alma uma alma.” de Fernando Pessoa em “O Livro do Desassossego”, foi a frase que escolheu para justificação da sua página (http://www.facebook.com/GoncaloMoleiroDesenhoEPintura).
João Lourenço Técnico Multimédia Web Designer Colaboração com Fotos
João Rodil Escritor e historiador, autor entre outros de "Serra, luas e Literatura" e "Sintra na obra de Eça de Queirós", antigo director do Jornal de Sintra, vice presidente da Alagamares, e fundador da Liga dos Amigos dos Capuchos, entre outras actividades na área cívica e cultural
Lilith Silva Nasceu em 1988, Lisboa, mas cresceu e vive em Sintra. Licenciada em Fotografia e Cultura Visual e Pós-Graduada em Design e Cultura Visual, opção Estudos de Cultura Visual pelo IADE. É uma Fotografa/Artista/Ilustradora. As suas fotografias são inspiradas por temas da imaginação que flui no momento. E por interessantes pormenores ao seu redor. Tem trabalhado como fotografa freelancer captando mais os temas da família, retratos, entre outros.
Luís Freitas Nascido em Pangim, Goa, filho de militar estudou germânicas e cedo percebeu que tinha apetência para…as vendas. Vendas de mobiliário de escritório e equipamentos hospitalares… Acabou nas redações dos jornais a partir de 1985, tendo pincelado prosas nos matutinos A Capital, Jornal de Notícias e Correio da Manhã, percorrendo, depois as páginas de magazines desportivas como a Gazeta dos Desportos, O Jogo ou o O Golo. Depois foi editor da revista Fitness e magazine desportivo DOZE. A partir de 1991 centra a sua vida nos meandros da televisão, dirigindo revistas: TV 2 e TV TOP, e colaborando em produções da RTP, SIC e mais tarde da TVI. De entre os programas de TV destaco: (RTP) Agora Nós, Verão Total); (SIC) Globos de Ouro, Fátima, Contacto, Pensão Estrela, Malucos do Riso, Chuva de Estrelas, Noite de Sonho, Camilo na Prisão, Rodas dos Milhões, (Na TVI ),Somos Portugal e Jogo do Ganso. Na rádio deu voz aos microfones da TSF/Rádio Jornal, Rádio Comercial, Rádio Cidade, Rádio Voz de Almada e Rádio Tropical. Outra das áreas a que está ligado é a dos documentários, onde produziu alguns: "ALBA, UMA MARCA DE REFERENCIA", “BARROS QUEIROZ, UMA FIGURA MORAL DA REPÚBLICA". Integra actualmente a equipa de produção da Emotions Tales, produtora de série documental para a RTP2. É membro da Arquiconfraria de Santiago de Compustela.
Paulo Faustino Técnico Multimédia Colaboração com Fotos
Pedro Viçoso Artista Plástico
Raquel Ochoa Nasceu em Lisboa em 1980, filha de mãe educadora de infância e pai advogado, com três irmãos.[2] Licenciou-se em Direito. Cronista de viagens, publica impressões sobre os vários cantos do mundo no seu blog www.omundoleseaviajar.blogspot.com, além de colaborar com diversos jornais e revistas. Em 2008 publicou duas obras, “O Vento dos Outros” – uma crónica de viagens à América do Sul e “Bana – Uma vida a cantar Cabo Verde” , a biografia do cantor. Em 2011 lançou a sua quarta obra, “A Infanta Rebelde”, a biografia da Infanta D. Maria Adelaide de Bragança, condecorada pelo Presidente da República com a Ordem de Mérito Civil. O seu segundo romance, "Sem Fim à Vista - a viagem" chegou a público em Setembro de 2012. Relata a aventura de um personagem com graves problemas cardíacos em viagem por Singapura, Malásia, Indonésia, Austrália, Nova Zelândia, Hong Kong, Macau, Sri Lanka. Em Maio de 2014 publica "Mar Humano", um romance histórico que reflecte sobre o jornalismo que se praticou e pratica em Portugal, ao mesmo tempo que junta temas tão díspares como a longevidade da vida humana e o impacto da ciência na evolução da consciência. Em Julho de 2015 publica "As Noivas do Sultão", um romance histórico cuja narrativa se baseia em factos verídicos ocorridos em 1793 quando, arrastados por uma tempestade, chegaram a Lisboa embarcações com a família e o harém do sultão de Marrocos Mohamed III.
Teresa Vieira de Andrade Colaboração com fotos
Copyright © 2017 João Lourenço
 Eduardo Sérgio Pessoa de Magalhães Figueiredo 2ª Barão da Costeira. Nasceu a 11 de Abril de 1937 e é professor universitário aposentado, escultor, músico e art performer. Representado, como músico, em www.myspace.com/rubbattomobileensemble
Fernando Morais Gomes Advogado. Jurista da C.M.Sintra desde 1989. Presidente da Alagamares-Associação Cultural. Fundador da PAACS-Plataforma das Associações e Agentes Culturais de Sintra. Presidente da Assembleia Geral do Núcleo de Sintra do Sporting Clube de Portugal e da do Conservatório de Música Sons e Compassos. Vice Presidente do Grupo Desportivo e Cultural de Galamares. Autor dos livros "A Freguesia de S. Martinho"(2013) e "Histórias com Sintra Dentro"(2015). Antigo dirigente do Sport União Sintrense. Autor dos blogues Sintralidades-O Reino de Klingsor e Biografia de Uma Caneta Azul, e administrador do blogue colectivo Sintra Deambulada. Filomena Marona Beja Profissional da área da documentação técnico-científica , Filomena Marona Beja estreou-se no romance com As Cidadãs (1998), livro que transporta o/a leitor/a para a Lisboa do início do século XX e cuja reedição, em 2009, coincidiu com as comemorações do centenário da implantação da República. A autora publicou também Betânia (2000), A Sopa (2004) — com o qual ganhou o Grande Prémio de Literatura DST em 2006—, A Duração dos Crepúsculos (2006), A Cova do Lagarto (2007) — galardoado com o Grande Prémio de Romance e Novela APL — e Bute Daí Zé (2010). Em 2011, Filomena Marona Beja editou o seu primeiro livro de contos, Histórias Vindas a Conto e este ano O Eléctrico 16.
Miguel Real É o pseudónimo literário de Luís Martins (1953 -) Escritor, ensaísta e professor de filosofia. Recebeu o Prémio Revelação de Ficção da APE/IPLB, em 1979, com O Outro e o Mesmo. Em 2006, conquistou o Prémio Literário Fernando Namora com o romance A Voz da Terra. Licenciado em Filosofia pela Universidade de Lisboa e Mestre em Estudos Portugueses pela Universidade Aberta, com uma tese sobre Eduardo Lourenço. É, actualmente, colaborador do JL, Jornal de Letras, Artes e Ideias onde faz crítica literária. Colaborou no programa de rádio Um Certo Olhar, da Antena 2, apresentado por Luís Caetano, com nomes como Maria João Seixas, Luísa Schmidt e Carla Hilário Quevedo.
Galopim de Carvaho Nasceu em Évora, em 1931. É professor catedrático jubilado pela Universidade de Lisboa, tendo assinado no Departamento de Geologia da Faculdade de Ciências desde 1961. É autor de 21 livros, entre científicos, pedagógicos, de divulgação científica e de ficção e memórias. Assinou mais de 200 trabalhos em revistas científicas. Como cidadão interventor, em defesa da Geologia e do património geológico, publicou mais de 150 artigos de opinião. Foi diretor do Museu Nacional de História Natural, entre 1993 e 2003, tempo em que pôs de pé várias exposições e interveio em mais de 200 palestras, pelo país e no estrangeiro.
 Gonçalo Moleiro Arquitecto e oriundo de Sintra.A paixão pelo desenho justificou a sua primeira exposição de nome “Lugares de Sintra” que decorreu em Novembro de 2011 no café “Cantinho da Várzea". Em Setembro de 2012 foi premiado no Internacional Watercolor Contest da Sennelier e, em Outubro de 2012, participou numa exposição colectiva na Adega Viúva Gomes, em Almoçageme. Em Novembro de 2012 publica o seu trabalho no Facebook, onde se podem encontrar aguarelas, esquissos e algumas experiências gráficas.Gonçalo Moleiro convida-nos ao seu quotidiano através da sua página com os registos no seu diário gráfico, as suas fantasias gráficas, excertos de banda desenhada, e não só, há também acesso aos locais onde costuma desenhar sob suporte fotográfico. Gonçalo não é só um aguarelista, explora igualmente outras técnicas, conforme o trabalho que tenta criar e a situação com que se depara. “Dar a cada emoção uma personalidade, a cada estado de alma uma alma.” de Fernando Pessoa em “O Livro do Desassossego”, foi a frase que escolheu para justificação da sua página (http://www.facebook.com/GoncaloMoleiroDesenhoEPintura).
João Lourenço Técnico Multimédia Web Designer Colaboração com Fotos
João Rodil Escritor e historiador, autor entre outros de "Serra, luas e Literatura" e "Sintra na obra de Eça de Queirós", antigo director do Jornal de Sintra, vice presidente da Alagamares, e fundador da Liga dos Amigos dos Capuchos, entre outras actividades na área cívica e cultural
Lilith Silva Nasceu em 1988, Lisboa, mas cresceu e vive em Sintra. Licenciada em Fotografia e Cultura Visual e Pós-Graduada em Design e Cultura Visual, opção Estudos de Cultura Visual pelo IADE. É uma Fotografa/Artista/Ilustradora. As suas fotografias são inspiradas por temas da imaginação que flui no momento. E por interessantes pormenores ao seu redor. Tem trabalhado como fotografa freelancer captando mais os temas da família, retratos, entre outros.
Luís Freitas Nascido em Pangim, Goa, filho de militar estudou germânicas e cedo percebeu que tinha apetência para…as vendas. Vendas de mobiliário de escritório e equipamentos hospitalares… Acabou nas redações dos jornais a partir de 1985, tendo pincelado prosas nos matutinos A Capital, Jornal de Notícias e Correio da Manhã, percorrendo, depois as páginas de magazines desportivas como a Gazeta dos Desportos, O Jogo ou o O Golo. Depois foi editor da revista Fitness e magazine desportivo DOZE. A partir de 1991 centra a sua vida nos meandros da televisão, dirigindo revistas: TV 2 e TV TOP, e colaborando em produções da RTP, SIC e mais tarde da TVI. De entre os programas de TV destaco: (RTP) Agora Nós, Verão Total); (SIC) Globos de Ouro, Fátima, Contacto, Pensão Estrela, Malucos do Riso, Chuva de Estrelas, Noite de Sonho, Camilo na Prisão, Rodas dos Milhões, (Na TVI ),Somos Portugal e Jogo do Ganso. Na rádio deu voz aos microfones da TSF/Rádio Jornal, Rádio Comercial, Rádio Cidade, Rádio Voz de Almada e Rádio Tropical. Outra das áreas a que está ligado é a dos documentários, onde produziu alguns: "ALBA, UMA MARCA DE REFERENCIA", “BARROS QUEIROZ, UMA FIGURA MORAL DA REPÚBLICA". Integra actualmente a equipa de produção da Emotions Tales, produtora de série documental para a RTP2. É membro da Arquiconfraria de Santiago de Compustela.
Paulo Faustino Técnico Multimédia Colaboração com Fotos
Pedro Viçoso Artista Plástico
Raquel Ochoa Nasceu em Lisboa em 1980, filha de mãe educadora de infância e pai advogado, com três irmãos.[2] Licenciou-se em Direito. Cronista de viagens, publica impressões sobre os vários cantos do mundo no seu blog www.omundoleseaviajar.blogspot.com, além de colaborar com diversos jornais e revistas. Em 2008 publicou duas obras, “O Vento dos Outros” – uma crónica de viagens à América do Sul e “Bana – Uma vida a cantar Cabo Verde” , a biografia do cantor. Em 2011 lançou a sua quarta obra, “A Infanta Rebelde”, a biografia da Infanta D. Maria Adelaide de Bragança, condecorada pelo Presidente da República com a Ordem de Mérito Civil. O seu segundo romance, "Sem Fim à Vista - a viagem" chegou a público em Setembro de 2012. Relata a aventura de um personagem com graves problemas cardíacos em viagem por Singapura, Malásia, Indonésia, Austrália, Nova Zelândia, Hong Kong, Macau, Sri Lanka. Em Maio de 2014 publica "Mar Humano", um romance histórico que reflecte sobre o jornalismo que se praticou e pratica em Portugal, ao mesmo tempo que junta temas tão díspares como a longevidade da vida humana e o impacto da ciência na evolução da consciência. Em Julho de 2015 publica "As Noivas do Sultão", um romance histórico cuja narrativa se baseia em factos verídicos ocorridos em 1793 quando, arrastados por uma tempestade, chegaram a Lisboa embarcações com a família e o harém do sultão de Marrocos Mohamed III.
Teresa Vieira de Andrade Colaboração com fotos
Copyright © 2017 João Lourenço
 Eduardo Sérgio Pessoa de Magalhães Figueiredo 2ª Barão da Costeira. Nasceu a 11 de Abril de 1937 e é professor universitário aposentado, escultor, músico e art performer. Representado, como músico, em www.myspace.com/rubbattomobileensemble
Fernando Morais Gomes Advogado. Jurista da C.M.Sintra desde 1989. Presidente da Alagamares-Associação Cultural. Fundador da PAACS-Plataforma das Associações e Agentes Culturais de Sintra. Presidente da Assembleia Geral do Núcleo de Sintra do Sporting Clube de Portugal e da do Conservatório de Música Sons e Compassos. Vice Presidente do Grupo Desportivo e Cultural de Galamares. Autor dos livros "A Freguesia de S. Martinho"(2013) e "Histórias com Sintra Dentro"(2015). Antigo dirigente do Sport União Sintrense. Autor dos blogues Sintralidades-O Reino de Klingsor e Biografia de Uma Caneta Azul, e administrador do blogue colectivo Sintra Deambulada. Filomena Marona Beja Profissional da área da documentação técnico-científica , Filomena Marona Beja estreou-se no romance com As Cidadãs (1998), livro que transporta o/a leitor/a para a Lisboa do início do século XX e cuja reedição, em 2009, coincidiu com as comemorações do centenário da implantação da República. A autora publicou também Betânia (2000), A Sopa (2004) — com o qual ganhou o Grande Prémio de Literatura DST em 2006—, A Duração dos Crepúsculos (2006), A Cova do Lagarto (2007) — galardoado com o Grande Prémio de Romance e Novela APL — e Bute Daí Zé (2010). Em 2011, Filomena Marona Beja editou o seu primeiro livro de contos, Histórias Vindas a Conto e este ano O Eléctrico 16.
Miguel Real É o pseudónimo literário de Luís Martins (1953 -) Escritor, ensaísta e professor de filosofia. Recebeu o Prémio Revelação de Ficção da APE/IPLB, em 1979, com O Outro e o Mesmo. Em 2006, conquistou o Prémio Literário Fernando Namora com o romance A Voz da Terra. Licenciado em Filosofia pela Universidade de Lisboa e Mestre em Estudos Portugueses pela Universidade Aberta, com uma tese sobre Eduardo Lourenço. É, actualmente, colaborador do JL, Jornal de Letras, Artes e Ideias onde faz crítica literária. Colaborou no programa de rádio Um Certo Olhar, da Antena 2, apresentado por Luís Caetano, com nomes como Maria João Seixas, Luísa Schmidt e Carla Hilário Quevedo.
Galopim de Carvaho Nasceu em Évora, em 1931. É professor catedrático jubilado pela Universidade de Lisboa, tendo assinado no Departamento de Geologia da Faculdade de Ciências desde 1961. É autor de 21 livros, entre científicos, pedagógicos, de divulgação científica e de ficção e memórias. Assinou mais de 200 trabalhos em revistas científicas. Como cidadão interventor, em defesa da Geologia e do património geológico, publicou mais de 150 artigos de opinião. Foi diretor do Museu Nacional de História Natural, entre 1993 e 2003, tempo em que pôs de pé várias exposições e interveio em mais de 200 palestras, pelo país e no estrangeiro.
 Gonçalo Moleiro Arquitecto e oriundo de Sintra.A paixão pelo desenho justificou a sua primeira exposição de nome “Lugares de Sintra” que decorreu em Novembro de 2011 no café “Cantinho da Várzea". Em Setembro de 2012 foi premiado no Internacional Watercolor Contest da Sennelier e, em Outubro de 2012, participou numa exposição colectiva na Adega Viúva Gomes, em Almoçageme. Em Novembro de 2012 publica o seu trabalho no Facebook, onde se podem encontrar aguarelas, esquissos e algumas experiências gráficas.Gonçalo Moleiro convida-nos ao seu quotidiano através da sua página com os registos no seu diário gráfico, as suas fantasias gráficas, excertos de banda desenhada, e não só, há também acesso aos locais onde costuma desenhar sob suporte fotográfico. Gonçalo não é só um aguarelista, explora igualmente outras técnicas, conforme o trabalho que tenta criar e a situação com que se depara. “Dar a cada emoção uma personalidade, a cada estado de alma uma alma.” de Fernando Pessoa em “O Livro do Desassossego”, foi a frase que escolheu para justificação da sua página (http://www.facebook.com/GoncaloMoleiroDesenhoEPintura).
João Lourenço Técnico Multimédia Web Designer Colaboração com Fotos
João Rodil Escritor e historiador, autor entre outros de "Serra, luas e Literatura" e "Sintra na obra de Eça de Queirós", antigo director do Jornal de Sintra, vice presidente da Alagamares, e fundador da Liga dos Amigos dos Capuchos, entre outras actividades na área cívica e cultural
Lilith Silva Nasceu em 1988, Lisboa, mas cresceu e vive em Sintra. Licenciada em Fotografia e Cultura Visual e Pós-Graduada em Design e Cultura Visual, opção Estudos de Cultura Visual pelo IADE. É uma Fotografa/Artista/Ilustradora. As suas fotografias são inspiradas por temas da imaginação que flui no momento. E por interessantes pormenores ao seu redor. Tem trabalhado como fotografa freelancer captando mais os temas da família, retratos, entre outros.
Luís Freitas Nascido em Pangim, Goa, filho de militar estudou germânicas e cedo percebeu que tinha apetência para…as vendas. Vendas de mobiliário de escritório e equipamentos hospitalares… Acabou nas redações dos jornais a partir de 1985, tendo pincelado prosas nos matutinos A Capital, Jornal de Notícias e Correio da Manhã, percorrendo, depois as páginas de magazines desportivas como a Gazeta dos Desportos, O Jogo ou o O Golo. Depois foi editor da revista Fitness e magazine desportivo DOZE. A partir de 1991 centra a sua vida nos meandros da televisão, dirigindo revistas: TV 2 e TV TOP, e colaborando em produções da RTP, SIC e mais tarde da TVI. De entre os programas de TV destaco: (RTP) Agora Nós, Verão Total); (SIC) Globos de Ouro, Fátima, Contacto, Pensão Estrela, Malucos do Riso, Chuva de Estrelas, Noite de Sonho, Camilo na Prisão, Rodas dos Milhões, (Na TVI ),Somos Portugal e Jogo do Ganso. Na rádio deu voz aos microfones da TSF/Rádio Jornal, Rádio Comercial, Rádio Cidade, Rádio Voz de Almada e Rádio Tropical. Outra das áreas a que está ligado é a dos documentários, onde produziu alguns: "ALBA, UMA MARCA DE REFERENCIA", “BARROS QUEIROZ, UMA FIGURA MORAL DA REPÚBLICA". Integra actualmente a equipa de produção da Emotions Tales, produtora de série documental para a RTP2. É membro da Arquiconfraria de Santiago de Compustela.
Paulo Faustino Técnico Multimédia Colaboração com Fotos
Pedro Viçoso Artista Plástico
Raquel Ochoa Nasceu em Lisboa em 1980, filha de mãe educadora de infância e pai advogado, com três irmãos.[2] Licenciou-se em Direito. Cronista de viagens, publica impressões sobre os vários cantos do mundo no seu blog www.omundoleseaviajar.blogspot.com, além de colaborar com diversos jornais e revistas. Em 2008 publicou duas obras, “O Vento dos Outros” – uma crónica de viagens à América do Sul e “Bana – Uma vida a cantar Cabo Verde” , a biografia do cantor. Em 2011 lançou a sua quarta obra, “A Infanta Rebelde”, a biografia da Infanta D. Maria Adelaide de Bragança, condecorada pelo Presidente da República com a Ordem de Mérito Civil. O seu segundo romance, "Sem Fim à Vista - a viagem" chegou a público em Setembro de 2012. Relata a aventura de um personagem com graves problemas cardíacos em viagem por Singapura, Malásia, Indonésia, Austrália, Nova Zelândia, Hong Kong, Macau, Sri Lanka. Em Maio de 2014 publica "Mar Humano", um romance histórico que reflecte sobre o jornalismo que se praticou e pratica em Portugal, ao mesmo tempo que junta temas tão díspares como a longevidade da vida humana e o impacto da ciência na evolução da consciência. Em Julho de 2015 publica "As Noivas do Sultão", um romance histórico cuja narrativa se baseia em factos verídicos ocorridos em 1793 quando, arrastados por uma tempestade, chegaram a Lisboa embarcações com a família e o harém do sultão de Marrocos Mohamed III.
Teresa Vieira de Andrade Colaboração com fotos
Copyright © 2017 João Lourenço
 Eduardo Sérgio Pessoa de Magalhães Figueiredo 2ª Barão da Costeira. Nasceu a 11 de Abril de 1937 e é professor universitário aposentado, escultor, músico e art performer. Representado, como músico, em www.myspace.com/rubbattomobileensemble
Fernando Morais Gomes Advogado. Jurista da C.M.Sintra desde 1989. Presidente da Alagamares-Associação Cultural. Fundador da PAACS-Plataforma das Associações e Agentes Culturais de Sintra. Presidente da Assembleia Geral do Núcleo de Sintra do Sporting Clube de Portugal e da do Conservatório de Música Sons e Compassos. Vice Presidente do Grupo Desportivo e Cultural de Galamares. Autor dos livros "A Freguesia de S. Martinho"(2013) e "Histórias com Sintra Dentro"(2015). Antigo dirigente do Sport União Sintrense. Autor dos blogues Sintralidades-O Reino de Klingsor e Biografia de Uma Caneta Azul, e administrador do blogue colectivo Sintra Deambulada. Filomena Marona Beja Profissional da área da documentação técnico-científica , Filomena Marona Beja estreou-se no romance com As Cidadãs (1998), livro que transporta o/a leitor/a para a Lisboa do início do século XX e cuja reedição, em 2009, coincidiu com as comemorações do centenário da implantação da República. A autora publicou também Betânia (2000), A Sopa (2004) — com o qual ganhou o Grande Prémio de Literatura DST em 2006—, A Duração dos Crepúsculos (2006), A Cova do Lagarto (2007) — galardoado com o Grande Prémio de Romance e Novela APL — e Bute Daí Zé (2010). Em 2011, Filomena Marona Beja editou o seu primeiro livro de contos, Histórias Vindas a Conto e este ano O Eléctrico 16.
Miguel Real É o pseudónimo literário de Luís Martins (1953 -) Escritor, ensaísta e professor de filosofia. Recebeu o Prémio Revelação de Ficção da APE/IPLB, em 1979, com O Outro e o Mesmo. Em 2006, conquistou o Prémio Literário Fernando Namora com o romance A Voz da Terra. Licenciado em Filosofia pela Universidade de Lisboa e Mestre em Estudos Portugueses pela Universidade Aberta, com uma tese sobre Eduardo Lourenço. É, actualmente, colaborador do JL, Jornal de Letras, Artes e Ideias onde faz crítica literária. Colaborou no programa de rádio Um Certo Olhar, da Antena 2, apresentado por Luís Caetano, com nomes como Maria João Seixas, Luísa Schmidt e Carla Hilário Quevedo.
Galopim de Carvaho Nasceu em Évora, em 1931. É professor catedrático jubilado pela Universidade de Lisboa, tendo assinado no Departamento de Geologia da Faculdade de Ciências desde 1961. É autor de 21 livros, entre científicos, pedagógicos, de divulgação científica e de ficção e memórias. Assinou mais de 200 trabalhos em revistas científicas. Como cidadão interventor, em defesa da Geologia e do património geológico, publicou mais de 150 artigos de opinião. Foi diretor do Museu Nacional de História Natural, entre 1993 e 2003, tempo em que pôs de pé várias exposições e interveio em mais de 200 palestras, pelo país e no estrangeiro.
 Gonçalo Moleiro Arquitecto e oriundo de Sintra.A paixão pelo desenho justificou a sua primeira exposição de nome “Lugares de Sintra” que decorreu em Novembro de 2011 no café “Cantinho da Várzea". Em Setembro de 2012 foi premiado no Internacional Watercolor Contest da Sennelier e, em Outubro de 2012, participou numa exposição colectiva na Adega Viúva Gomes, em Almoçageme. Em Novembro de 2012 publica o seu trabalho no Facebook, onde se podem encontrar aguarelas, esquissos e algumas experiências gráficas.Gonçalo Moleiro convida-nos ao seu quotidiano através da sua página com os registos no seu diário gráfico, as suas fantasias gráficas, excertos de banda desenhada, e não só, há também acesso aos locais onde costuma desenhar sob suporte fotográfico. Gonçalo não é só um aguarelista, explora igualmente outras técnicas, conforme o trabalho que tenta criar e a situação com que se depara. “Dar a cada emoção uma personalidade, a cada estado de alma uma alma.” de Fernando Pessoa em “O Livro do Desassossego”, foi a frase que escolheu para justificação da sua página (http://www.facebook.com/GoncaloMoleiroDesenhoEPintura).
João Lourenço Técnico Multimédia Web Designer Colaboração com Fotos
João Rodil Escritor e historiador, autor entre outros de "Serra, luas e Literatura" e "Sintra na obra de Eça de Queirós", antigo director do Jornal de Sintra, vice presidente da Alagamares, e fundador da Liga dos Amigos dos Capuchos, entre outras actividades na área cívica e cultural
Lilith Silva Nasceu em 1988, Lisboa, mas cresceu e vive em Sintra. Licenciada em Fotografia e Cultura Visual e Pós-Graduada em Design e Cultura Visual, opção Estudos de Cultura Visual pelo IADE. É uma Fotografa/Artista/Ilustradora. As suas fotografias são inspiradas por temas da imaginação que flui no momento. E por interessantes pormenores ao seu redor. Tem trabalhado como fotografa freelancer captando mais os temas da família, retratos, entre outros.
Luís Freitas Nascido em Pangim, Goa, filho de militar estudou germânicas e cedo percebeu que tinha apetência para…as vendas. Vendas de mobiliário de escritório e equipamentos hospitalares… Acabou nas redações dos jornais a partir de 1985, tendo pincelado prosas nos matutinos A Capital, Jornal de Notícias e Correio da Manhã, percorrendo, depois as páginas de magazines desportivas como a Gazeta dos Desportos, O Jogo ou o O Golo. Depois foi editor da revista Fitness e magazine desportivo DOZE. A partir de 1991 centra a sua vida nos meandros da televisão, dirigindo revistas: TV 2 e TV TOP, e colaborando em produções da RTP, SIC e mais tarde da TVI. De entre os programas de TV destaco: (RTP) Agora Nós, Verão Total); (SIC) Globos de Ouro, Fátima, Contacto, Pensão Estrela, Malucos do Riso, Chuva de Estrelas, Noite de Sonho, Camilo na Prisão, Rodas dos Milhões, (Na TVI ),Somos Portugal e Jogo do Ganso. Na rádio deu voz aos microfones da TSF/Rádio Jornal, Rádio Comercial, Rádio Cidade, Rádio Voz de Almada e Rádio Tropical. Outra das áreas a que está ligado é a dos documentários, onde produziu alguns: "ALBA, UMA MARCA DE REFERENCIA", “BARROS QUEIROZ, UMA FIGURA MORAL DA REPÚBLICA". Integra actualmente a equipa de produção da Emotions Tales, produtora de série documental para a RTP2. É membro da Arquiconfraria de Santiago de Compustela.
Paulo Faustino Técnico Multimédia Colaboração com Fotos
Pedro Viçoso Artista Plástico
Raquel Ochoa Nasceu em Lisboa em 1980, filha de mãe educadora de infância e pai advogado, com três irmãos.[2] Licenciou-se em Direito. Cronista de viagens, publica impressões sobre os vários cantos do mundo no seu blog www.omundoleseaviajar.blogspot.com, além de colaborar com diversos jornais e revistas. Em 2008 publicou duas obras, “O Vento dos Outros” – uma crónica de viagens à América do Sul e “Bana – Uma vida a cantar Cabo Verde” , a biografia do cantor. Em 2011 lançou a sua quarta obra, “A Infanta Rebelde”, a biografia da Infanta D. Maria Adelaide de Bragança, condecorada pelo Presidente da República com a Ordem de Mérito Civil. O seu segundo romance, "Sem Fim à Vista - a viagem" chegou a público em Setembro de 2012. Relata a aventura de um personagem com graves problemas cardíacos em viagem por Singapura, Malásia, Indonésia, Austrália, Nova Zelândia, Hong Kong, Macau, Sri Lanka. Em Maio de 2014 publica "Mar Humano", um romance histórico que reflecte sobre o jornalismo que se praticou e pratica em Portugal, ao mesmo tempo que junta temas tão díspares como a longevidade da vida humana e o impacto da ciência na evolução da consciência. Em Julho de 2015 publica "As Noivas do Sultão", um romance histórico cuja narrativa se baseia em factos verídicos ocorridos em 1793 quando, arrastados por uma tempestade, chegaram a Lisboa embarcações com a família e o harém do sultão de Marrocos Mohamed III.
Teresa Vieira de Andrade Colaboração com fotos
Copyright © 2017 João Lourenço